Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PODERÁ NÃO FILIAR-SE AO PSD.

O vice-governador Robinson Faria, que comanda o PSD no Rio Grande do Norte, afirmou ontem que os parlamentares que anunciaram segui-lo na nova legenda vão cumprir a promessa. Mas não há garantia de que os seis deputados estaduais permanecerão sob o comando de Robinson. É que o presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta, não respondeu perguntas nesse sentido e afirmou que as decisões políticas desse processo serão tomadas pelo grupo, que se reunirá na próxima semana para definir a situação. Robinson crê que a sua legenda receberá o fortalecimento político de Gesane Marinho, Vivaldo Costa, José Dias, Raimundo Fernandes, Gustavo Carvalho e do próprio Ricardo.

Em um primeiro momento, Ricardo Motta pareceu estar em sintonia com o vice-governador ao dizer que recebeu a oficialização do PSD com euforia. "Todos os que formam o grupo de Robinson falam a mesma linguagem. Vamos estar satisfeitos e afinados com o que vier para fortalecer", afirmou Ricardo Motta, em Mossoró, onde foi realizada ontem a sessão da Assembleia Legislativa. Quando perguntado sobre quando seria a sua filiação, o tom da resposta foi outro: "Esse assunto será tratado com todos em grande mesa, como sempre foi discutido. Ninguém está falando em filiação ou 'infiliação'. O tema da política será tratado com todos os deputados", afirmou.

O certo é que o assunto incomodou Ricardo Motta e ele não quis fazer afirmações definitivas. Outra pergunta que ficou sem resposta foi relacionada à sua permanência no PMN, se tal fato estaria relacionado à sua ascensão à presidência da legenda. "Tudo isso será discutido com o grupo", disse. Especula-se que, além de Ricardo Motta, os deputados Vivaldo Costa, Gustavo Carvalho e Raimundo Fernandes não iriam mais se filiar ao PSD.

Quem não gostou dessa possibilidade foi o deputado estadual Antônio Jácome, que assumiu o comando do PMN com a saída de Robinson para o PSD. Ele não acredita que a permanência de Motta no PMN esteja condicionada a assumir o comando do partido. "Não briguei para se presidente e não pedi. Foi um convite da Executiva nacional. Não acredito que ele agiria dessa forma. Ele sabe que imposição e atropelamento na política são palavras que não soam bem", comentou.

Mesmo assim, frisou que o presidente da Assembleia continuará sendo bem tratado no PMN. "Não pelo fato dele ser o presidente da Assembleia, e sim por ser um deputado veterano, experiente e de família tradicional na política. Será bem-vindo se permanecer", disse.

Líder de bancada descarta adesão automática

Ainda sem quinhão na Esplanada, o apoio do PSD ao governo Dilma Rousseff não será automático. Convidado a participar da reunião semanal de partidos aliados na Câmara, o líder do novo partido, deputado Guilherme Campos (SP), fez questão de declarar que a sigla "nasce independente". A expectativa do PSD é formar uma bancada entre 55 e 60 deputados, dois senadores e lançar candidatos a vereador em todos os municípios nas eleições de 2012.

"A simbologia de estar participando de uma reunião da base destrói qualquer discurso", argumentou Campos, ao recusar o convite do líder do líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). Segundo o petista, o governo avaliou positivamente a criação do PSD. "A maioria que formou o PSD votou favorável ao governo em boa parte dos temas propostos. A minha expectativa é que o partido venha a compor a base do governo", disse Vaccarezza.

O partido do prefeito Gilberto Kassab ainda não fez uma projeção do número de candidatos a prefeito que deverá disputar as eleições municipais, segundo informou Campos. "Qualquer número neste momento é chute. A procura pelo partido cresceu muito nos últimos dois dias", afirmou.


Fonte:Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário