Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Cooperativa médica paralisa as atividades em três hospitais

Os profissionais da Cooperativa dos Médicos do RN (Coopmed – RN) paralisaram os serviços prestados à Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). De acordo com o presidente da cooperativa, Fernando Pinto de Paiva, a paralisação aconteceu devido ao atraso nos pagamentos.

Fernando Pinto informou que as paralisações afetarão o atendimento no Centro de Recuperação Operatória (CRO) do Hospital Estadual Walfredo Gurgel, parte do Serviço dos plantonistas do Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) Metropolitano e a ortopedia do Hospital Deoclécio Marques.

No total, 60 médicos aguardam os pagamentos referentes aos meses de setembro, outubro e novembro deste ano. O médico informou que a categoria já vem lidando com o atraso nos pagamentos e que a decisão da greve já foi discutida há dois meses, porém foi definida na sexta-feira passada.

Fonte: nominuto.com

Além da falta de pagamentos, os médicos reclamam de uma irregularidade encontrada no contrato com a Sesap junto à cooperativa. “Fomos informados que iríamos receber no dia 5 deste mês, porém até o momento não tivemos nenhum retorno por parte do Estado, na verdade o procurador Miguel Josino encontrou várias irregularidades no nosso contrato, por isso que estes pagamentos ainda não foram efetuados”, explica.

E para a insatisfação da categoria, foi definido que os pagamentos seriam efetuados por meio de indenização. “Fomos informados que o nosso pagamento seria efetuado no dia 12, porém ninguém se lembra de que nós também temos família, obrigações pessoais e tributárias”, desabafa Fernando Pinto, que também informou que os profissionais da Cooperativa estão a cada dia mais desinteressados em continuar trabalhando para o Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário