Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sábado, 3 de dezembro de 2011

Robinson Faria escolhe Mossoró para falar sobre o rompimento com o governo

Do Correio da Tarde, de Mossoró:
ROBINSON FARIA DIZ QUE PSD SÓ SERVIA PARA SER VASSALO DO DEM
Fabiano Souza
“O PSD só servia de vassalo para o DEM”. A frase é do vice-governador Robinson Faria, presidente estadual do PSD, ao desembarcar no aeroporto Dix-sept Rosado na manhã de hoje, em Mossoró. Retornando a cidade pela primeira vez depois que rompeu politicamente com a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), os relatos feitos pelo vice-governador refletem bem o seu sentimento com relação ao governo, deixando claro que o rompimento com Rosalba não tem volta.
Embora tenha dito que só iria falar sobre o rompimento com o governo em outro momento, ele foi levado a falar sobre o assunto e disse que sua decisão de deixar o governo de Rosalba se deu por uma série de fatores entre os quais o fato do seu partido ter sido agredido e humilhado pelo presidente nacional do DEM, senador José Agripino por diversas vezes, e a governadora Rosalba não ter dado uma única palavra de conforto aos dirigentes do partido no sentido de pelo menos minimizar a situação. “Nós que decidimos criar o PSD no Rio Grande do Norte fomos agredidos e humilhados pelo presidente nacional do DEM por diversas vezes, e mesmo tendo trabalhado de forma intensa para eleger a governadora, em nenhum momento ele nos deu uma palavra de conforto. Isso realmente acabou causando um grande desconforto e optamos por deixar o governo”, acrescentou.
Ele reclamou da injustiça que sofreu por parte da governadora e dos dirigentes do DEM, que não levaram em conta seu esforço de formar um partido forte como o PSD para apoiar o projeto da governadora para o Estado. “Apesar de todo o esforço que fizemos para garantir a realização de um projeto que era mais da governadora do que meu porque eu sou o vice. Fui humilhado e injustiçado por trabalhar em favor de um governo que ajudamos a eleger”, enfatiza.

Robinson diz que prefeitos do PMN foram intimidados para não se filiarem ao PSD
Robinson Faria disse ainda que além dos ataques direto a ele, o DEM e o próprio governo através do ex-deputado Carlos Augusto, marido de Rosalba passaram a intimidar os seus prefeitos aliados que haviam se comprometido em se filiar ao PSD. “Por diversas vezes eu recebi informações dos prefeitos do PMN, partido ao qual eu era filiado antes da criação do PSD, reclamando de que estavam sendo chamados à Governadoria para serem intimidados. Eles diziam que se eles se filiassem ao PSD seriam tratados como prefeitos de oposição. Uma verdadeira perseguição que ao longo do tempo foi nos causando muita angústia”, destacou.
Para ele a decisão de romper com o governo Rosalba é uma decisão sem volta. O vice-governador disse que o distanciamento está consolidado e que ele e seus liderados têm total independência para enfrentar o governo que em sua opinião não soube valorizar a lealdade que lhe foi oferecida pelo seu agrupamento político.

PSD de Mossoró terá autonomia para apoiar qualquer candidato de oposição
Para o vice-governador Robinson Faria, em Mossoró que é exemplo de uma cidade politizada, o PSD tem uma formação forte e deverá eleger pelo menos cinco vereadores nas eleições de 2012. Ele disse que a liderança do vereador Francisco José Júnior e o reforço do vereador Jório Nogueira e mais dois ex-vereadores, Júlio César e Maria Lúcia entre outros nomes que se filiaram ao partido tem sido importante para oferecer boas perspectivas com relação ás eleições do próximo ano. O vice-governador disse ainda que a partir de hoje começa a se reunir com Francisco José Júnior, Jório Nogueira e demais filiados do partido para começar a discutir a atuação do partido com relação a formação da chapa proporcional e majoritária. “Vamos iniciar as conversações com nossas bases como sempre fizemos ao longo de 25 anos de vida pública e a partir do que nos for apresentado pelos nossos dirigentes locais, vamos decidir o rumo que tomar com relação às eleições municipais de 2012 em Mossoró. Confesso que tenho minha preferência, mas não posso revelar no momento porque a decisão será tomada em comum acordo”, disse Robinson Faria ao ser questionado se o PSD poderá apoiar um candidato do PT ou do PSB a prefeito de Mossoró nas próximas eleições. Ele disse que essa decisão será anunciada em breve. “Vamos decidir, mas de antemão posso dizer que o PSD de Mossoró terá total independência para decidir

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir