Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sábado, 4 de fevereiro de 2012

HWG diz que vítima de assalto em Petrópolis está paraplégica

Elizângela Souza está internada no HWG desde quinta-feira (2).
Elizângela Iva de Souza, 32, funcionária de loja de condicionador de ar, baleada durante assalto em padaria de Petrópolis na quinta-feira (4), tem risco de 99,9% de ficar paraplégica, informou a assessoria de imprensa do Hospital Walgredo Gurgel.

A família se apega à possibilidade de Elizângela sair do episódio sem sequelas. "Não há riscos. Ela está melhor agora. Está tranquila", desabafou o namorado da moça, que pediu para ter a identidade preservada por ser militar reformado.

Fatalidade

Passava das 13h da quinta-feira. Dois homens entram na Padaria Petrópolis e discretamente anunciam roubo à operadora de caixa. Pelo menos 15 pessoas estavam no estabelecimento na hora. Todas alheia ao crime que se encenava dentro do mesmo metro quadrado.

O furto caminhava para um desfecho quando uma série de acontecimentos resultou na tragédia que comoveu e indignou o Plano Palumbo.

O vendedor Aldemir Pereira de Souza Neto encerrava uma ligação ao celular e devolveu o aparelho ao bolso de seu jeans. Não se sabe se foi o temor de ter acionado a polícia ou gesto, semelhante ao de quem saca uma arma, que fez um dos assaltantes caminhar em direção aos clientes e abrir fogo contra Aldemir. Tudo aconteceu ao mesmo tempo.

Três disparos foram efetuados. O vendedor foi acuado por dois, que ricochetearam e atingiram Elizângela. A bala acertou uma de suas vértebras, perfurou pulmão e saiu pela clavícula esquerda, alcançando outra mulher. Elizângela, que servia seu almoço, cedeu sobre o namorado e caiu ao chão para então dizer:

- Fui baleada. Não sinto minhas pernas.

- Então fique calma, que vou chamar a ambulância. - disse-lhe o companheiro.

A ajuda demorou 20 minutos para chegar. Elizângela e Uliane Silva Pinto, segunda mulher atingida e funcionária do estabelecimento, foram encaminhadas para o WMGH. Pinto teve alta no mesmo dia.

Aldemir Pereira foi hospitalizado no Hospital Papi, onde foi submetido a intervenções cirúrgicas e não corre risco de morte.

Um dos bandidos que ajudou na fuga, Cleilson Ferreira Pegado, foi preso. Os dois assaltantes, conhecidos por Douglas e Leandro, ainda estão foragidos. Eles levaram R$ 100,00.


Fonte: nominuto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário