Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Polícia se diz surpresa com tráfico de crianças no RN para prostituição

FD/Nominuto
Jovens do RN são aliciados para cirurgias transexuais.

A denúncia de que adolescentes estariam sendo aliciados aqui no Estado para serem travestidos e obrigados a se prostituírem em São Paulo e alguns países da Europa, publicada na edição do jornal O Globo deste domingo (12), causou surpresa aos responsáveis por coibir este tipo de crime no RN.

Isso porque, segundo o titular da Delegacia Especializada no Atendimento a Criança e ao Adolescente (DCA), delegado Correia Júnior, nunca houve denúncias nesse sentido, na DCA, quer de familiares ou pelo disque denúncia.

A reportagem também causou espanto na Polícia Federal. Para o delegado da Superintendência Regional do Rio Grande do Norte, Asdrubal Araújo as denúncias são esdrúxulas. Segundo Asdrubal, nunca houve qualquer informe sobre o aliciamento de transexuais potiguares para países da Europa.

Na matéria, a repórter Cleide Carvalho, revela que os primeiros contatos com os meninos ocorrem na internet, pelas redes sociais. Os aliciadores pedem para que os adolescentes enviem fotos e, se forem considerado “interessantes”, eles enviam a passagem aérea para São Paulo.

Na capital paulista, os meninos recebem hormônios femininos, implantes de megahair, e são obrigados a se prostituírem. Aqueles que têm uma aparência mais feminina cobram mais caro aos clientes. E quando começam a faturar mais, recebem a proposta de implantes de silicone.

Os adolescentes entrevistados por Cleide, ainda revelaram que, os enviados para a Europa são transformados em mulheres em tempo recorde, cerca de cinco meses, para não perderem a temporada na zona do Euro.

Fonte: nominuto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário