Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sábado, 21 de abril de 2012

ABSURDO: Candidato alega desclassificação em concurso após ter tido sua prova de redação perdida

Divulgaçãoo/Lucas David/Doc. assinado pelo fiscal mostra
que a prova do candidato estaria salva na área de trabalho
do notebook utilizado por ele durante o concurso.
O candidato Lucas David Reis Pereira, deficiente visual, participou no dia 29 de janeiro de 2012 do concurso público do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) para o cargo de técnico judiciário da Área administrativa e alega ter tido a sua prova de redação perdida. Das 60 questões que constavam na prova, o candidato acertou 41, podendo ser aprovado nesta fase do concurso, caso outra nota tivesse sido atribuída a sua redação. A informação foi enviada para o Diário do Nordeste Online por meio do VC-Repórter
De acordo com Lucas, a Fundação Carlos Chagas (FCC), empresa responsável pela organização do concurso no Ceará, atribuiu nota zero a redaçãoo do candidato após informar que o mesmo não havia feito a prova. Porém, Lucas possui um documento assinado pelo fiscal da prova informando que sua redação estaria salva na área de trabalho do notebook que o mesmo utilizou durante o concurso. "Eu fiz a redação. Além desse documento assinado pelo fiscal da prova eu ainda assinei a lista de presença", informa o candidato. 
Neste mesmo documento, existe um laudo técnico, realizado pela empresa CBL Tecnologia encaminhado a FCC, informando que o arquivo não estaria salvo no computador. 'Mesmo utilizando todos os recursos humanos e tecnológicos não conseguimos extrair o arquivo "lucasdavidreispereira.doc" de seu HD', diz o laudo da CBL.

Recurso

A reportagem do Diário do Nordeste Online, entrou em contato com a assessoria de imprensa da Fundação que informou apenas que o recurso havia sido recebido e seria analisado pela Banca Examinadora. "As decisões dos recursos serão dadas a conhecer aos candidatos por meio do site www.concursosfcc.com.br a partir de segunda-feira (16)", diz a nota da FCC. 
Na data informada, foi verificado o resultado do edital após análise dos recursos, mas o nome do candidato não estava constava na lista dos beneficiados pela Banca Examinadora. A assessoria da FCC foi acionada novamente, mas limitou-se a dizer que, "de acordo com o edital de abertura de inscrições e conforme informado no edital de divulgação do resultado, após análise de recursos, publicado em 16/04/2012, a resposta ao recurso do candidato já estão disponível no site da FCC".
Conforme o edital, os demais recursos interpostos quanto ao resultado das provas e a vista da prova discursiva foram analisados e julgados improcedentes, se enquadrando assim, o caso de Lucas, já que o nome do candidato não constava no edital.

Prejuí­zos

Sobre a possível perda da prova de redação do candidato a assessoria de imprensa da FCC não se pronunciou de forma direta e esclarecedora.
Lucas informa que, por conta desta situação não tem conseguido mais estudar para concursos e estão com medo de ser 'marcado' nos próximos concursos organizados pela Fundação Carlos Chagas. "Não consigo mais estudar. Tenho uma família para sustentar e, atualmente, estou sendo ajudado nas despesas por parentes e amigos. Meu medo é de ser marcado nos próximos certames organizados pela FCC".

Nenhum comentário:

Postar um comentário