Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

domingo, 1 de abril de 2012

O que tem em comum Carla Ubarana e Carlinhos Cachoeira?


Para o repórter Carlos A. Barbosa, do Blog do Barbosa, os dois sabem muito. São uns verdadeiros arquivos vivos.

A resposta pra isso é muito fácil: Os dois sabem muito. São uns verdadeiros arquivos vivos. Ubarana, pivô de um escândalo no Setor de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, e Cachoeira, por sua vez, personagem central de um esquema de corrupção que envolve o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), até então considerado um “paladino da moralidade e da ética” pelos seus próprios pares.

Em comum ainda é que Carla Ubarana está presa em Natal, embora que em prisão domiciliar em troca de delação premiada, e Carlinhos Cachoeira está detido na Penitenciária Federal de Segurança Máxima em Mossoró (RN). Portanto, além de estarem presos estão bem próximos um do outro. A distância que os separam não chega a 300 quilômetros. 277,7 km, pra ser mais exato.

A verdade é que assim como Carla Ubarana sabe coisas cabeluda envolvendo togados potiguares, Carlinhos Ubarana sabe também coisas do arco da velha envolvendo políticos brasileiros. Há de se dizer que a esta altura a toga papa-jerimum e os políticos tupiniquim estão em polvorosa. Ubarana, em troca da delação premiada, já começou a abrir a caixa de Pandora do TJRN. Cachoeira, ainda não tem a delação premiada, mas as gravações interceptadas pela PF já esclarecem muitas coisas obscuras no seu relacionamento com políticos.
 FD/Nominuto
Carla Ubarana e o marido George Leal cumprem prisão domiciliar após acordo com promotores.
Assim como a semana terminou, com revelações, agora em juízo, de Carla Ubarana sobre os ilícitos ocorridos no TJRN, citando inclusive dois togados, e também de novas conversas gravadas que vieram à tona de Carlinhos Cachoeira com Demóstenes Torres, é correto dizer que a semana que se inicia tem tudo pra ferver.

No caso que envolve Carla Ubarana, sabe-se que o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) já tem conhecimento do que ocorria no Setor de Precatórios do TJRN, inclusive, com a participação de dois desembargadores já citados por ela em juízo – Osvaldo Cruz e Rafael Godeiro. No caso de Carlinhos Cachoeira, pode-se dizer que Demóstenes Torres sepultou a sua carreira política, pois que se correr o bicho pega e se ficar o bicho come.

Leia mais sobre política no Blog do Barbosawww.blogdobarbosa.jor.br  via nominuto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário