Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sábado, 12 de maio de 2012

DO DIÁRIO DE NATAL: Prefeito de Campestre desqualifica denúncias sem apresentar provas

O prefeito de São José do Campestre, José Borges (PMDB), minimizou as denúncias feitas pelos vereadores de oposição contra ele. O prefeito foi acusado de passar mais de 100 cheques sem fundo, não repassar os valores descontados dos empréstimos consignados feitos pelos servidores, fraudar licitação, fazer pagamentos indevidos e ainda falsificar documento da Câmara. O peemedebista negou as irregularidades.Segundo o prefeito, os vereadores Maria de Fátima Bernardes (PMN), Jailson José da Silva (DEM) e José André de Mendonça (PMN), que formalizaram denúncia contra ele no Ministério Público Estadual e no Tribunal de Contas do Estado são aliados do ex-prefeito Laércio José de Oliveira. Borges disse que a Comissão Especial de Inquérito criada pelos parlamentares é ilegal. Em relação aos cheques sem fundo, o prefeito disse que não existiram mais de 100, como a oposição conta, e afirmou que teve cheques devolvidos por causa da situação financeira em que encontrou ascontas do município. "Encontrei a cidade inadimplente nos âmbitos federal, estadual e municipal. Deixaram mais de R$ 30 milhões em dívidas. Negociei e parcelei os débitos. No entanto, quando achei que estava tudo resolvido, apareceram R$ 507 mil em precatórios do Tribunal de Justiça do RN. Com isso, recursos foram bloqueados e alguns cheques devolvidos, mas quitamos todos", afirmou.  Sobre o repasse do dinheiro equivalente aos empréstimos consignados, o gestor afirmou que não existe atraso. "Não devemos nada aos bancos, não existe nenhum atraso. Quem quiser pode pedir ao banco a certidão que comprove algum débito. Não vai conseguir, pois está tudo quitado. O que não pagamos foram empréstimos de funcionários comissionados da gestão passada, que foram demitidos. Os débitos são deles com o banco e não com a prefeitura. Nosso compromisso é com os funcionários efetivos", enfatizou. Sobre a falsificação de uma lei para criar o Diário Oficial do Município, o gestor disse que os vereadores de oposição estão questionando por falta de conhecimento. "Essa lei foi aprovada pela Câmara ainda na gestão passada e o que eu fiz foi colocá-la em vigor". Em relação à suposta fraude na licitação do transporte escolar, Borges negou qualquer irregularidade. Em relação à sonegação de documentos à CEI, o prefeito disse que não enviou porque a CEI é irregular, por não ter ata de criação.

ANÁLISE EDITORIAL CAMPESTRE CIDADÃO: Os sete pecados de Zequinha

Vejamos bem, é legítimo o Prefeito Zequinha Borges ter o direito de se defender das inúmeras acusações que vem sofrendo nos últimos dias. É mais que legítimo, é um direito que lhe assiste, uma cláusula constitucional de ampla defesa e do contraditório.
Contudo, o que não é legítimo, é negar acusações que estão postas através de documentos comprobatórios, é o mesmo que se declarar MENTIROSO.

Ora prefeito, não contrapor provas de cometimentos de ilícitos, com provas lícitas que esfacelem as acusações, é o mesmo que declarar-se INIDÔNEO ou IMPROBO.

Esperava, assim como cidadão, que o prefeito Zequinha nos dissesse e nos provasse que tudo num passa de especulação. Que todas as denúncias, as dos cheques sem fundos, das falsificações de documentos, do inquérito policial da polícia federal, digo todas, não passassem de esmeros factoides postos pela oposição desesperada.

Esperava que o prefeito Zequinha Borges, se apresentasse à imprensa do RN, revestidos de documentos que desmentissem tudo o que está sendo ventilado. Aliás esperava que o próprio, na sua briosa pompa, dissesse ao povo de Campestre e sociedade potiguar que tudo é mentira, que está revestido de documentos que comprovam que tudo não passa de uma farsa, de uma ação desesperada de um tal oposição.

Esperava que o prefeito Zequinha Borges nos dissesse: "eu vim, para fazer, para crescer, para provar que estou sendo caluniado". Mas não, infelizmente não consegue desmentir as suas próprias mentiras, não consegue por abaixo a própria cortina de fumaça que seus assessores lhe colocaram. 

Pois bem caros leitores, Zequinha veio a emissora de rádio da 98FM, foi bombardeado por um conjunto probatório que desqualificou seu discurso de palanque a todo tempo. E mais, o âncora que lhe entrevistou reduziu a zero as suas infundadas, infrutíferas e ineficazes falácias que por si só, não conseguem sustentação.

O que esperar de um prefeito que faz parte da pior safra de gestores dos últimos 30(trinta) anos? 

Refletimos e chegamos a conclusão da verdadeira bandeira dessa administração. Lá se vão os seus sete pecados: Maquear, falsear, manipular, mentir, omitir, obstruir e locupletar.

É a própria degradação da administração pública municipal.

É prefeito, a vossa excelência tiramos nosso chapéu pelo eterno luto que vem vivendo São José do Campestre.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir