Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sábado, 5 de maio de 2012

O Godzilla Ruralista

Hoje me dei conta que a bancada ruralista se estrutura políticamente como um Monstro Devorador insaciável - tal qual um Godzilla ou qualquer monstrengo de filmes e seriados japoneses - que espera consumir tudo e mais um pouco naquilo que diz respeito às políticas de conservação ambiental (buscando estirpar, ao máximo, unidades de conservação, por exemplo) e, como monstro insaciável que é, também políticas relativas às conquistas sociais de indígenas e quilombolas. Na verdade, determinar mesmo a agenda governamental em tantas áreas quanto possível. 
Manchete do Jornal "O Estado de São Paulo": "Bancada ruralista aproveita crise para emplacar agenda". Atentem para o texto jornalístico:
A crise na base aliada da presidente Dilma Rousseff tem funcionado como estimulante para a bancada ruralista no Congresso. Ao mesmo tempo que tenta forçar o governo a ceder na questão do Código Florestal, com a possibilidade de negociar o texto aprovado pelo Senado, os ruralistas começam a exercitar sua musculatura em outras áreas.
Um exemplo disso foi a aprovação, nesta semana, na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, do projeto de lei que transfere para o Legislativo a tarefa - hoje reservada ao Executivo - de demarcar as terras indígenas e de quilombolas.
A mudança constitui um dos pontos mais urgentes de uma agenda que a bancada carrega há alguns anos, mas que ainda não teve força para emplacar. Segundo seus defensores, são pontos que entravam o avanço do agronegócio no País. Também fariam parte da agenda mudanças na lei sobre uso de agrotóxicos, compra de terras por estrangeiros e de unidades de conservação, entre outros temas.
O Faminto Godzilla Ruralista
Esse Godzilla ruralista - como monstrengo que é - não é um tipo de Monstro Devorador que não preza por estratégias, como se vê pela notícia acima disposta. Ao contrário. Causa pressão no Parlamento e traveste seu discurso, buscando apresentar-se não como uma frente em busca de apoio irrestrito ao agro-negócio milionário, mas como uma frente ampla que agrega também pequenos produtores. Mas a capacidade do monstrengo se portar como fomentador de políticas voltadas aos pequenos produtores se vê sem pé na realidade. O único pé na realidade que o comportamento da bancada ruralista oferece aos cidadãos e cidadãs brasileir@s é de uma frente parlamentar faminta por destituir o Brasil de salvaguardas ambientais (e também sociais para minorias) que possibilitem ao país desenvolver uma economia verde e mais sustentável.

Para o Godzilla Ruralista, isto tudo é bobagem - pelo que vemos através de seu comportamento político como frente parlamentar e nas propostas que faz de mudanças no Código Florestal. O Godzilla Ruralista anseia por mais terra, não se preocupa de verdade se mais desmatamento resultará em processos de erosão do solo e desertificação ou alterações na regulagem climática que prejudicarão diretamente a própria agricultura que, dizem, defender. O Godzilla Ruralista não aprecia ciência. E a ciência, neste sentido, é seu maior inimigo, tal qual um Espectremen ou Jaspion. Este Godzilla Ruralista enxerga pouco, talvez só consiga enxergar a si próprio, especialmente seus pés que, através de sua bancada ruralista, esmaga qualquer iniciativa mais consensual em torno de um Novo Código Florestal que preze tanto pela conservação dos ativos ambientais quanto pela preservação da agricultura brasileira. Ao Godzilla Ruralista basta obstruir ao máximo iniciativas mais consensuais em torno de uma agricultura mais sustentável em sua produtividade. É tão nefasto, que não busca premiar agricultores que mantiveram suas produtividades dentro das normas ambientais, a esse Godzilla Ruralista, o que vale é fazer ganhar aqueles que desmataram indiscriminadamente.

Mas este Godzilla Ruralista, como monstrengo que é, não é invencível. Existem meios de barrar seus passos destrutivos. Um deles é fortalecer a política ambiental brasileira, especialmente através de pressão política vinda diretamente da Presidenta da República e também de nós, cidadãos e cidadãs. Quanto aos últimos, nós, eleitores, acredito que existam poucos mecanismos de pressão mais rápidos para impedir um retrocesso nefasto na política ambiental do país como deseja este Godzilla Ruralista, mas e quanto a Presidenta da República, terá vontade política suficiente para barrar uma iniciativa atroz e ansiada por este Godzilla Ruralista?

Vetará, Dilma?

Fonte: poliarquias.blogspot - Diego de Freitas Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário