Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Promotor denuncia envolvidos e espera júri popular no caso F.Gomes

O promotor de justiça Geraldo Rufino, da Comarca de Caicó, ofereceu denúncia à justiça no final da manhã desta sexta-feira (11) contra quatro dos seis envolvidos pelo assassinato do jornalista e radialista Francisco Gomes de Medeiros, o F.Gomes. O caso agora ficará a cargo do juiz criminal de Caicó, Luiz Cândido Villaça.

Foram denunciados por homicídio qualificado o tenente-coronel da Polícia Militar, Marcos Antônio de Jesus Moreira, o advogado Rivaldo Dantas de Farias e o pastor da Igreja Batista Gilson Neudo Soares do Amaral. Por homicídio simples responderá o soldado de polícia Evandro Medeiros, apontado nas investigações como responsável pelo sumiço da arma usada para matar o jornalista.

F.Gomes foi morto no dia 18 de outubro de 2010, na frente de casa, que fica no bairro Paraíba, região central da cidade de Caicó, distante 256km de Natal. A Justiça já determinou que os outros dois suspeitos pelo crime, o pistoleiro e assassino confesso João Francisco dos Santos, o Dão, e Lailson Lopes, conhecido como Gordo da Rodoviária, vão a júri popular.

"A gente espera justiça, e que todos vão a júri popular. O nosso compromisso não é condenar por condenar, mas que a verdade venha à tona. Se, entre eles, houver algum inocente, que prove a sua inocência. A verdade que apareceu atéagora foi essa, é essa que aceitamos. Que fique claro que a nossa luta não é pela condenação e sim por justiça", declarou o promotor Geraldo Rufino.
Consórcio

Para oferecer a denúncia o promotor se baseou nas investigações conduzidas pela delegada Sheila Freitas, da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor). A Polícia Civil constatou que F.Gomes foi morto "por bem cumprir seu papel de jornalista", e que não houve um único mentor intelectual do crime, mas sim um consórcio. 

Segundo a delegada, o comerciante Lailson Lopes, o pastor Gilson Neudo e o tenente-coronel Marcos Antônio de Jesus Moreira, encomendaram o crime ao advogado Rivaldo Dantas de Farias, que articulou o homicídio praticado pelo pistoleiro João Francisco dos Santos, o "Dão", em troca de R$ 10 mil. 

Cada um deles foi alvo de denúncias feitas pelo radialista F.Gomes em seu programa na Rádio Caicó, onde trabalhava. Todos os envolvidos estão presos. "Estamos com a consciência do dever cumprido, inclusive com a sociedade de Caicó. O caso já foi solucionado. Remetido à justiça, esperamos a condenação e, finalmente, o seu desfecho", declarou o promotor.

Fonte: Blog Gláucia Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário