Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

quinta-feira, 10 de maio de 2012

São José do Campestre: Prefeito Zequinha Borges(PMDB) assume que emitiu cheques sem fundos do município

Prefeito Zequinha Borges-PMDB
(último da esquerda para a direita)
O prefeito de São José do Campestre, Zequinha Borges(PMDB) acompanhando do seu fiel escudeiro o Vereador Fernando Cruz, foram os entrevistados de hoje, no programa Repórter Cidadão, da 98FM. Na verdade o prefeito exerceu seu direito constitucional de resposta contra as acusações que pesam contra si. Acusações essas feitas na última semana pelo vereadores Dedé Mendonça e Iria, que usaram os microfones das emissora de rádio e abriram para todo o Rio Grande do Norte acusações de que o prefeito teria falsificado uma lei do diário oficial municipal, falsificado assinatura do presidente do conselho da compra da merenda, contratação irregular de funcionários, acusado de não repassar os valores de empréstimos consignados dos funcionários do município para o Banco do Brasil e ainda por cima acusado de emitir mais de 100(cem) cheques sem provisão de fundos.

O âncora do programa, jornalista Robson Carvalho conduziu o direito de resposta para com o prefeito intercalando as denúncias feitas pelos vereadores e as respostas do prefeito Zequinha Borges.

O que ficou claro é que o prefeito foi ao programa com intuito de declarar culpa de todos seus atos de improbidade administrativa a governos anteriores. 

Quando perguntando se teria cheques sem fundos, de plano respondeu negativo, contudo foi literalmente desmascarado, haja vista, que o repórter estava de posse de extratos expedidos pelo Banco do Brasil.

Em seguida novamente negou, que o município não estivesse repassando os valores dos empréstimos consignados feito pelo funcionários do município. Porém novamente, foi desmentido pelo jornalista que estava de posse de um Ofício emitido pela gerência do banco do brasil, o qual atestava o não repasse do gestor ao banco credor.

Ao ser indagado pelas supostas práticas de falsificação da assinatura do ex-presidente do conselho da compra da merenda escolar, não respondeu coisa por coisas, se perdeu no tempo e no espaço, não sabendo precisar quando iniciou a ação, nem quem também teria responsabilidade.

Encerrou a entrevista, provavelmente agradecendo a Deus pelo seu término, pois para todos os ouvintes do RN, ficou um legado jamais visto, de ineficiência, de incompetência, de descaração, de impunidade, de mentiras e de grande persuasão de sempre se apresentar como vítima.

Mas para a dignidade dos ouvintes do Repórter Cidadão, nada convenceu o discurso pobre e mentiroso do prefeito. Foi a todo momento desmentido com provas contundentes dos crimes que tem cometido na prefeitura de Campestre. E mais, só veio para falar, não apresentou nenhum documento que desse a mínima credibilidade de suas ações.

Lamentável.

Editorial Campestre Cidadão

3 comentários:

  1. Verônica Ribeiro.11 de mai de 2012 10:48:00

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir