Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Operação desbarata quadrilha que sonegava impostos na compra de combustíveis


Foi deflagrada na manhã desta terça-feira (13), às 5h, a Operação Drible, onde foi desbaratada uma quadrilha que adulterava e atuava na compra e venda irregular de combustíveis no Rio Grande do Norte. Ao todo, foram expedidos 16 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão. O prejuízo total da quadrilha aos cofres públicos pode chegar a R$ 7 milhões, somente pela sonegação fiscal na comercialização de álcool.
 
De acordo com informações do Ministério Público Estadual, que atuou na operação em conjunto com Polícia Rodiviária Federal, Secretaria Estadual de Tributação, Agência Nacional de Petróleo e Polícia Civil, a quadrilha mantinha um esquema de compra de álcool combustível diretamente às usinas, onde o produto era retirado através de empresas fantasmas e revendido nos mais de 20 postos do grupo. 

A quadirlha tinha ramificações em Natal, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu, Taipu, Extremoz e Mossoró. Ainda segundo informações do MP, o grupo atuava desde 2005 e já adquiriu de forma irregular um volume aproximado de 16.345.000 litros de álcool, e devido às fraudes, conseguia vender combustíveis a preço mais baixo que o mercado, desequilibrando a concorrência.

A investigação apura indícios de formação de quadrilha, distribuição ilegal de álcool, adulteração de combustíveis, lavagem de ativos e sonegação fiscal, falsificação de documento público e falsidade ideológica, uso de documento falso e corrupção ativa. Não há, no entanto, a confirmação sobre o cumprimento dos mandados expedidos pela Justiça.

A operação, executada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo Núcleo de Operações Especiais da PRF (NOE), tem 87 policiais do Piauí, do Ceará, da Paraíba, de Pernambuco e de Sergipe atuando nos mandados de busca e apreensão e de prisão.

Trabalham também 22 auditores fiscais, oito fiscais da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e 10 policiais civis.

Estão envolvidos ainda 20 promotores do MPE na Operação Drible, incluindo representantes da Promotoria de Defesa do Consumidor e da Promotoria de Combate à Sonegação Fiscal. Todo o material apreendido está sendo levado para a 1ª Unidade Regional de Tributação (URT), na avenida Capitão Mor Gouveia. O secretário estadual de Tributação, José Airton, está na URT junto aos promotores e policiais participantes e deve receber a imprensa ainda na manhã de hoje para falar sobre o caso.

As equipes que fizeram intervenções no postos contavam com quatro policiais rodoviários federais, 1 promotor de justiça, um auditor fiscal da Secretaria de Tributação e um responsável na área de Tecnologia da Informação, para descobrir de que forma as máquinas eram fruadadas e onde o imposto era sonegado.

Por volta das 9h50 um caminhão da SET chegou à 1ª URT com vários bebedouros sem nota fiscal. Outro caminhão deve chegar com outros produtos que estavam em um armazém de um posto alvo da investigação, em São Gonçalo do Amarante. Segundo o motorista do caminhão, o dono do posto foi identificado apenas como Alcimar e provavelmente é um dos que recebeu mandados de prisão da operação.

Computadores, notebooks, notas frias e diversas garrafas de bebidas alcoólicas estão entre os materiais já apreendidos nos postos de combustíveis pela operação que teve início às 5h de hoje.

Welson Melquíades Nunes foi preso nesta operação mas não estava incluso nos mandados de prisão. Welson estava em um posto de conbustíveis em Cajupiranga, onde é segurança, quando a equipe da operação chegou e acabou prendendo-o por porte ilegal de arma.

Fonte: TN

Nenhum comentário:

Postar um comentário