Bem vindo ao BLOG CAMPESTRE CIDADÃO, Na Defesa de Seus Direitos

Esse blog é uma forma direta de interagir com a sociedade, esclarecendo suas dúvidas e orientando a respeito de seus direitos. É um prazer poder dar minha contribuição como cidadão consciente.

Fernandes Braga

domingo, 7 de julho de 2013

Anderson Silva imita Mohamad Ali e é nocauteado no segundo assalto para Cris Weidman

O brasileiro Anderson Silva, 38, perdeu o cinturão dos médios do UFC para o americano Chris Weidman, ao 1min18s do segundo assalto, em Las Vegas.

Em uma luta em que Anderson duplicou muito das táticas usadas pelo ex-campeão dos pesados Muhammad Ali, como abaixar os braços, chamar o adversário e, em determinado momento, até “dançou” como o adversário.

Porém, ao fingir que havia “sentido” um golpe, acabou recebendo um certeiro gancho de esquerda e foi à lona. Weidman conectou com mais alguns golpes, e o árbitro Herbie Dean interrompeu o combate.

Curiosamente, Weidman havia afirmado à Folha de S.Paulo que gostaria de repetir o feito de Leon Spinks, que com apenas sete lutas no cartel, destronou Ali, ídolo de Anderson e que já era um mito à época, também em Las Vegas. “Quero chocar o mundo como ele [Leon]“, comparara.

“O UFC mudou minha vida e a da minha família, estou morando agora nos EUA”, agradeceu Anderson, enquanto era vaiado pela torcida norte-americana. “Não estou me aposentando, mas não quero lutar pelo cinturão. Weidman é o campeão agora, eu o respeito”.
 
Logo após o combate, Vitor Belfort já postava em seu twitter que gostaria de ter uma revanche com Anderson, que o nocauteou com um impressionante chute no rosto.

“Já havia imaginado isso na minha cabeça muitas vezes”, comemorou Weidman. 

“Agradeço a Deus por ter me dado a oportunidade”.
 
Anderson Silva vinha de 17 vitórias seguidas no UFC. Sua última derrota havia sido em 2006, para o japonês Yushin Okami, quando foi desclassificado por um chute ilegal. Em 2011, no Rio, Anderson teve uma revanche e nocauteou Okami no segundo round.

Colaboração: portalnoar.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário